Todos Felizes

Barata Cichetto

— Garçom, há um poeta no meu copo!

— Como assim, senhor? Nossos copos são esterilizados.

— Sim, há um poeta boiando na minha cerveja. Já deve estar bem bêbado a essa hora…

— Não é possível, senhor… Eu mesmo lavei os copos.

— Pois se é. Veja bem. E ele está dizendo alguma coisa…

— Não, senhor, não ouço nada, a não ser o senhor.

— Mas eu digo e repito: há um poeta dentro da minha cerveja!

— Pois então troco-lhe o copo, se é assim que deseja.

— O que desejo é o que deseja. Mate esse maldito poeta!

— Pois não, senhor! Aqui não é mesmo lugar de poetas. São imundos.

E assim se foi o garçom em direção à cozinha, onde apanha o rolo de massa.

Pafff!

Agora, o poeta está morto, o cliente está bêbado e o garçom com a consciência tranquila.

Todos felizes!

04/05/2021

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e editor do Agulha.xyz, e co-fundador da Editora Poetura. Um Livre Pensador.
Contato: (16) 99248-0091

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!