Censura - Criado Com Ideogram IA

Samizdat 02 – O Que é Censura?

Barata Cichetto

 A censura é sempre um instrumento político, certamente não é um instrumento intelectual. O meio intelectual é a crítica, que pressupõe o conhecimento do que se julga e luta. Criticar não é destruir, mas trazer um objeto de volta ao lugar certo no processo dos objetos. A censura é destruir, ou pelo menos se opor ao processo do real. Existe uma censura italiana que não é uma invenção de um partido político, mas que é natural para o próprio costume italiano. Existe o medo da autoridade e do dogma, submissão ao cânon e à fórmula, que nos tornaram muito obsequiosos. Tudo isso leva diretamente à censura. Se não houvesse censura, os italianos fariam isso sozinhos.
— Federico Fellini 1920–1993

Após uma pesquisa na Internet por termos que definissem “Censura”, juntei as informações e pedi à IA do ChatGPT que as organizasse, revisasse e sintetizasse.
(Barata Cichetto)

Definição:

Censura (do latim censūra) é a prática de controlar, suprimir ou restringir informações, ideias ou expressões, geralmente por parte de autoridades governamentais ou de outras instituições poderosas. Pode ocorrer em várias formas, como impedir a publicação de livros, filmes ou jornais, restringir a liberdade de expressão em plataformas públicas, bloquear sites na internet, ou mesmo através de pressões econômicas ou sociais para silenciar vozes críticas. A censura pode ser motivada por diversos objetivos, como manter o controle político, preservar a moral pública, evitar o tumulto social ou proteger interesses específicos.

Descrição:

A censura visa manter o status quo ao evitar mudanças de pensamento em um grupo social e a potencial alteração de paradigmas políticos ou comportamentais. Assim, é frequentemente empregada por centros de influência como grupos de interesse (lobbies), instituições religiosas e governos para manter ou consolidar o poder e a hegemonia. Além de limitar a circulação de informações, a censura busca evitar a proliferação de conflitos e debates que possam desafiar as estruturas estabelecidas.

Formas e Contextos:

A censura pode ser explícita e institucionalizada, como leis que proíbem a publicação de informações após revisão por uma entidade censora, como foi o caso da ditadura portuguesa através da Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE), ou nos Anos de Chumbo no Brasil. Também pode assumir formas mais sutis, como intimidação governamental ou popular, levando à autocensura por medo de represálias pessoais e profissionais, similar a certas formas de terrorismo.

Além disso, a censura pode suprimir pontos de vista divergentes através de propaganda, contrainformação ou manipulação dos meios de comunicação social, influenciando a opinião pública para evitar a aceitação de ideias que não estejam alinhadas com os grupos dominantes.

Documento da censura avaliando a música “O Exercício”, de Raul Seixas e Paulo Coelho, 1973. Arquivo Nacional

Impacto Cultural e Social:

A censura não apenas restringe a informação disponível, mas também molda a cultura e a sociedade ao impedir a livre expressão de ideias e a divulgação de obras culturais. Exemplos históricos como a destruição da biblioteca de Bagdá em 1258 e as queimas de livros durante regimes autoritários, como na Alemanha Nazista, destacam como a censura pode resultar na perda irreparável do patrimônio cultural da humanidade.

Desafios Modernos e Tecnológicos:

Com o advento da internet e sua capacidade de disseminar informações independentemente de fronteiras geográficas, a censura enfrenta novos desafios. Apesar disso, ainda há tentativas de censura online através de restrições de acesso e manipulação da informação, embora em menor escala comparado a períodos anteriores.

Imagem: OpiniãoES

Reflexão Cultural e Literária:

Obras literárias como 1984 de George Orwell ilustram vividamente os efeitos da censura governamental, incluindo o revisionismo histórico e a manipulação da verdade para servir aos interesses do poder estabelecido. Estas obras não apenas narram os perigos da censura, mas também provocam reflexões sobre a importância da liberdade de expressão e da preservação da diversidade de pensamento na sociedade.

Em síntese, a censura é um fenômeno complexo que tem evoluído ao longo da história, influenciando profundamente a liberdade de expressão e a dinâmica cultural e social de diversas sociedades.

Este é o segundo de uma série de textos sobre Censura, no Brasil e no mundo. Alguns escritos por mim, alguns serão apenas listas, outros tantos retirados de outros sites com os devidos créditos, e alguns até elaborados com ajuda de Inteligência Artificial.

Publicado em: 05/07/2024

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e editor do Agulha.xyz, e co-fundador da Editora Poetura. Um Livre Pensador.
Contato: (16) 99248-0091

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!