[Ouvi mentiras fosforescentes dos seus lindos lábios]

Lu Genez


Ouvi mentiras fosforescentes dos seus lindos lábios

Parecidas com amarelo cítrico, cínico, ácido.
Era quinta feira de céu azul

Nenhuma cor capaz de cobrir o escuro dos olhos.
Dizem que branco significa paz
e como se vestir de sol,

Cobrir o corpo
se a sombra corre desgovernada aqui

meus olhos pesam saudade,

de morte anunciada.

 

O amor foi sepultado antes do meio dia

Sem nenhuma honraria fálica.

 

Pesaram os rumores manchados

Das verdades não ditas

No jogo dos sentidos.

Sobram-me sextas feiras

E novas solidões.

 

Meus lábios precisam dizer adeus

As nuvens passeiam distraídas

No céu daqui.

 

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091