Lu Genez – [Um homem não pode aceitar sua sina]

Um homem não pode aceitar sua sina, suas maldições, ou será destruído por elas.

Queimado em carne viva, malogrado pelos deuses da devassidão e danação

Deixado a própria sorte, em uma esquina desabitada,

Enrolado em seu cordão umbilical.

 

Um homem simplesmente não pode aceitar seu cabresto, como se gado fosse

Seguindo o séquito das notícias de um jornal.

O matadouro é adiante, na rua principal

Entre os jardins de camélias e rosas vermelhas.

As flores da estação, servem ao enfeite dos fins.

 

Sob a batida do chicote de mil homens de antes.

O medo da alma é o algoz dos sonhos.

As cicatrizes das correias do tempo, dos sangramentos uterinos

Revelam-se em espelhos das casas tortas.

 

Não existem paredes brancas e imaculadas

Testemunhas dos pecados da sobrevivência.

 

A fama e a glória de um guerreiro, constrói sua própria verdade

Por onde se andam os pés descalços, sobre as areias quentes.

Perder a pele, nada mais é do que morrer um pouco do que foi diferente

 

Uma nova casca que se reveste se leva ao adiante

A crosta que resiste.

Lu Genez, Curitiba – PR
Curitibana, divorciada, aposentada, 52 anos, sem filhos, dois cachorros e com um monte de história por escrever. Bacharel em Ciências Econômicas e ex bancária. Responsável pela coluna Êxtase no blog Oceano Noturno de Letras e com participação em 04 antologias poéticas, todas publicadas pela INDE. Textos selecionados pela Editora Marginal – Liberty Agridoce e Revista Literária Travessa em Três Tempos.

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091