Lu Genez – Sobre demônios e espadas e lendas

Só os monstros se alimentam das comidas ruins

Dos imprecisos indigestos das falas dos ditadores de máscaras

Conhecem os sabores do amargo, do ácido e do podre

Chafurdam nos quintais do lodo e nas sujeiras do mundo

Nos lixos e restos das placentas descartadas

Junto aos fetos dos abortos consentidos.

 

Das mazelas e dos vírus dos animais bípedes

Crescem no escuro das noites de breu, nos penhascos e nos desfiladeiros dos suicidas.

 

Alguns homens acreditam em Deuses, rezam ladainhas de cunho duvidoso

Levam aos altares oferendas preciosas,

comprando o perdão dos mortos,

nas paredes de um muro de fuzilamento.

 

Enquanto a toga corrupta, inocenta o condenado, no atestado dos possuídos ricos e poderosos,

que se dizem os honestos da Ribalta.

Os monstros dissecam ossos raquíticos

Comendo o que lhes é devido.

 

Aos infernos, dizem que os demônios vivem entre o céu e a terra

Disfarçados nas peles das etiquetas de salvadores da pátria

Cobertos em roupas de grife.

 

Contam anedotas sobre a miséria dos homens.

Lu Genez, Curitiba – PR
Curitibana, divorciada, aposentada, 52 anos, sem filhos, dois cachorros e com um monte de história por escrever. Bacharel em Ciências Econômicas e ex bancária. Responsável pela coluna Êxtase no blog Oceano Noturno de Letras e com participação em 04 antologias poéticas, todas publicadas pela INDE. Textos selecionados pela Editora Marginal – Liberty Agridoce e Revista Literária Travessa em Três Tempos.

 
Compartilhe
  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    27
    Shares
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários
Aureo Alessandri

Belíssimo resumo de tudo o que temos diante dos olhos.

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091