Lendas

Renato Pittas


Conte as palavras do desenganos,
escreva mensagens em muros sobre suas etnias
esqueça-se de tudo que o cerca
a partir do que lembre sua genética
deixe de lado as outras palavras..

Conte algo sobre a imagem que se esvai pela manhã,
nada se novo a não ser a falta de remédios,
beba  ineficácia conjectural em outras palavras
esqueça sobre sentir-se bem ao acordar.

Deixe de lado o drama
contente-se com o pouco que lhe é oferecido
entre um bip e outro na caixa de emails.

Mensagens secretas em código  binário
a desvendar palavras ocultas
de  uma  era de tradição  oral,
deixe de lado  a crença,
envolva-se  em outras palavras
menos obscuras do que estas
Desvende o fato tornando  simples a  sua compreensão,
sendo assim, tudo se desmascara

 torna-se  simples  como água
e os mistérios   de seus benefícios.

Lendas assim contadas parecem estórias infantis
sem maiores consequências.
De novo conte a mesma estória
sem mudar uma vírgula
siga nesta redundância até exaurir
todo o conteúdo que faz da estória
algo extraordinário aos ouvidos
de quem escuta.
cale-se e caia fora….

conte outra! 

.

Vozes
/ Poesia, Renato Pittas
 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091