[Homens sem dúvidas arrastam pés descalços]

Lu Genez

 – MEMBRO FUNDADOR

Homens sem dúvidas arrastam pés descalços

Até uma geladeiraindiferente

Numa madruga qualquer

Depois da foda unilateralonde só um corpo gozou

É o que se basta para os falos rijos de sangue

Ter o sêmen esporrado em uma carne sem gosto de amor

Nevoeiros são propositais para se andar adiante.

 

Buscam algo para reconfortar o estômago,

Senhores ignóbeis, donos de certezas

Concretas, inexatas, correlatas

As mentiras contadas nos lábios seguros de si

Que não se veem ao espelho.

 

A alma intacta, estéril, árida,

segue sem infecção, sem doação

pragmática, rumo ao amanhecer.

 

Homens sem dúvidas, constroem castelos frios

Se julgam autosuficientes, autolimpantes

Não temem ao escuro da noite,

Nem sequer, as maldições difíceis de suportar,

Elas fedem ao inevitável final de domingo.

 

Homens sem dúvidas, não pensam no amanhã

Nem na aspereza da reza

Nos sons cantados do travesseiro,

Nem nas esquinas e nos perigos do semáforo.

Inexorável é a morte.

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091