[Éramos de outros tempos]

Lu Genez


Éramos de outros tempos
De uma linguagem esquecida
Morrida no céu da boca dos amantes de cera,
numa tarde de nevoeiros
Providencial aos desamparos do frio.

Já não sabíamos soletrar certas palavras
Que teimavam em escorregar como um limo, 
Num muro manchado de ais.

Eram só dias de inverno
Asmáticos e traiçoeiros
Fatais, a qualquer incentivo das promessas de amanhã.

Já éramos outros,
Em tempos de disparada das horas
Dos lamentos incontáveis em travesseiros solitários
Letras desajustadas, sem nexo, sem sexo.
Frigidos dedos que só sabem tocar cigarros
Intactos de foda
Deixados em cinzeiros de canto.
Desimportantes, desinteressantes, desinteressados nós,
Ontem, morreu hoje.

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091