Poesia: Barata Cichetto – A Morte e as Putas

Barata Cichetto


Reclamam em minha poesia de seus temas recorrentes

E que estou atado a eles, preso com pesadas correntes

Mas ouso dizer que reclamam com suas barrigas cheias

Pois putas e morte são como das aranhas minhas teias.

 

Das milhares centenas eram delas com absoluta certeza

E em carne, osso e metáforas cantei sua glória e tristeza

Pois se a morte é uma puta, a segunda não é a primeira

Sendo que das duas fiz uma, minha eterna companheira.

 

Reclamam os tolos sem saber o que são as duas de fato

Sem perceber que há a diferença entre a pulga e o rato

E se a primeira pode estar no segundo, não há o inverso

Mas ambas estão juntas habitando dentro do meu verso.

 

Mas desentendem as bichas mercenárias, criticas altivas

E as feministas esquerdistas de flácidas bundas coletivas

Resta apenas a morte e às putas meu pleno entendimento

Pois não existe a elas a hipocrisia tola do arrependimento.

 

E se há em minhas tripas um nó e berro contra a maldição

Não carrego as correntes de aço da verdadeira prostituição

E nem pago a morte pedágio ou de putas cobro cafetinagem

É limpa minha consciência e verdadeira minha libertinagem.

 

Portanto, em tempos de politicamente corretos linchamentos

Em que imperam a maldade e o controle sobre pensamentos

Falar sobre as putas da morte e a morte das putas é perigo

Finjo que sou um tolo e faço do silêncio mortal o meu abrigo.

 

Mas embora silencie não calo, é diferente o silenciar e calar

Pois é meu silêncio aquele das putas e da morte a lhes falar

E em minha poesia há o dom da guerra que dela se nutre

Mas não a voracidade de sangue de seus olhos de abutre.

 

Não me condenem, nem me expulsem daquilo que é direito

Pois se ou morto ou se sou puto, e consagrado meu defeito

Deixem que eu habite, e que respire dentro de sua hipocrisia

E que sobrevivam a morte e as putas dentro da minha poesia.

 

02/05/2015

+ DO AUTOR

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários
Elisa Salles

Uauuu poema poderoso!
Forte e muito bem escrito!

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091