Imagem Criada Por Barata Com IA (Leonardo AI)

Meus Amigos Morreram de Overdose ou Foram Sem Mim Tomar a Última Dose? – Freak News Nº 40

Barata Cichetto

Tenho amigos escritores, tenho amigos autores. Amigos poetas e amigos profetas. E também tenho amigos donos de livrarias e até de tabacarias. Amigos que são incríveis nas suas artes, e que cumprem as suas partes. Amigos tenho, e não é de onde venho, mas de todos os lugares. Dos puteiros aos altares. São amigos simples ou vulgares, amigos das cantinas e dos bares. Tenho ótimos amigos e péssimos inimigos. Tem daqueles que amam Pessoa, que adoram Machado, e outros que nem um nem outro, até amam de paixão, o Zé do Caixão. Em todos enxergo com olhos de framboesa, e convido à sobremesa, mas sobre a minha mesa, não resta senão a tristeza, de perceber que todos estão entregues à tristeza, não pela pobreza, e não pela falta de nobreza, mas na falta de anima, de alma. Todos apáticos, nem simpáticos nem antipáticos, apenas parecendo doentes assintomáticos, da doença da descrença. Por medo de morrer, meus amigos? Por receio é que se encolhem, meus companheiros? Morrem à mingua, morrem ao engolir a língua, morrem tísicos e exangues, chupando seu próprio sangue. Por que tanta apatia? Por que tanta antipatia? Seria pelo Demônio uma Simpatia? Ou porque acham que beijar o rabo da tia, aquela lazarenta, o seu medo afugenta? É medo da prisão, da colisão ou da coalizão, da escuridão com a luz? O que a morte vívida lhes conduz? Um pede desculpas por não ter dinheiro, outro me pergunta: cagastes hoje em teu banheiro? E eu respondo que não conheço o estrangeiro, mas decerto nunca li “O Que é Isso, Companheiro?”. Onde todos se esconderam? Se renderam, ou suas almas venderam? Enfim, sinto falta até de mim, mas por fim, sinto falta de meus amigos, sinto falta da cumplicidade na poesia, e da simplicidade na ousadia, e até da verdade mesmo na hipocrisia. E na covardia. Morreram meus amigos, meus heróis, de overdose, ou foram sem mim tomar sua última dose?

29/06/2024

Leia Também: Vômito de Metáforas

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e editor do Agulha.xyz, e co-fundador da Editora Poetura. Um Livre Pensador.
Contato: (16) 99248-0091

Carregando...;
Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

1 Comentário
Mais Recente
Mais Antigo Mais Votado
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários
Vinnie Blues
Vinnie Blues
06/07/2024 9:33

Acho que ninguém morreu nem fugiu. Todos estão escondidos, borrados de medo…😆

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!