Imagem Criada Por Barata Com IA (Ideogram)

Meu Nome é Vingança – Freak News Nº 39

Barata Cichetto

Antes eu não tinha medo de falar, meu medo era me calar, e deixar tudo como estava. Diziam então que eu não prestava, mas falar era o que me restava. Depois eles chegaram com o terror das máscaras, do isolamento, e horror do acontecimento, e do preconceito, que condenou qualquer um que quisesse respirar ao espancamento. Chegaram com seu horror, em forma de vacinas ineficazes ou criminosas, e sua sanha de poder. Condenaram até o Presidente, e assim a gente que era crente ficou doente, e o mundo ficou demente. Primeiro lacraram as urnas funerárias, depois abriram as portas das penitenciárias, por razões judiciárias ou fiduciárias. Primeiro fraudaram a exumação, depois foi a vez da Constituição. Agora tenho medo de abrir a boca e reclamar, depois que colocaram a mordaça da farsa numa clara ameaça àqueles que ainda querem falar. Oito de Janeiro é a data em que se comemora a Instituição da Ditadura no Brasil. Lembrem-se disso no futuro, quando me leres. Olhem para o passado, não se esqueçam do terror, do horror, da vacina e da China. Não esqueçam do Careca e do Sem Dedo. Não se esqueçam do medo, do pânico, das máscaras criminosas. Não esqueçam de que descondenaram um presidiário por conta de um engodo judiciário. E em seu lugar na cadeia colocaram toda a população. Em nome da Democracia e da Constituição. “Lembrai, lembrai, lembrai”, como disse o personagem de V de Vingança. Lembrai do sete de Setembro, mas lembrai, lembrai, lembrai também do oito de Janeiro. Lembrai dos cinco geceemes espancando na praça a mulher que só queria respirar. Lembrai das portas soldadas, das filas de sepulturas cavadas só para a aparecer na capa da revista. E então resista, porque nada é à vista, e o que lhes interessa é o prazo que lhe dão para negar a absolvição. O que lhes interessa é agir sem pressa para absolver o inocente, e com pressa para devolver às ruas o estuprador, o traficante e o Ladrão. Meu nome é Vingança, que é apenas uma rima para Esperança.

28/06/2024

Leia Também: Vômito de Metáforas

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e editor do Agulha.xyz, e co-fundador da Editora Poetura. Um Livre Pensador.
Contato: (16) 99248-0091

Carregando...;
Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!