Lu Genez [Tentamos soletrar um alfabeto diferente]

Compartilhe!

Lu Genez


Tentamos soletrar um alfabeto diferente, nada que dissesse sobre ausências, sobre as faltas necessárias da natureza, sobre o verde e as chuvas, sobre o beijo após o coito, sobre amanhã.

Colocados os esquecimentos sobre os armários, sobre o pó do dia, sobre a hipérbole, sobre a pedra fúnebre, sobre o que foi, o ponto final, sobre amanhã.

Pensamos no acaso, no voo das borboletas, no erro da meteorologia, no sol fugido, no programa de viagem escondido na gaveta, nas memórias amarelas, nas mentiras de amor, no amanhã.

O que não diz o dicionário, o que não está escrito nos compêndios médicos, nas provas finais, no teorema aplicado, no sino das escolas, no final da frase, na poesia inacabada, no amanhã.

Soletramos o incerto
Soletramos bobagens
Soletramos adeus

Meus lábios, não mais encontram os seus.

Lu Genez, Curitiba, é poeta escritora…

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!