Lu Genez – [Minhas lágrimas rolaram todas]

Compartilhe!

Lu Genez


Minhas lágrimas rolaram todas
Não me conheço, se existo.
Banhei-me em cada gota salgada desesperada
Desse desamparo.
Só restou agora um estrago, meus cacos e meus dentes.
Talvez um pouco de fumo ou um trago,
Me entretenha o vácuo.

Era um cair de noite de inverno
De julho ou agosto,
Me perdi no calendário, nos dias, nas lembranças.
No caminho, andei solidão.
As luzes da cidade refletem vazio
Um zunido incômodo inodoro
Que não me deixa dormir.
Qualquer coisa que já não sei mais dizer.
Só sinto, o que me queima à garganta
.
Sou uma sombra insistente de ontem
No errado dos meus dias traiçoeiros.
Nessa fábula inventada
Com personagens de um romance caricato,
Programado de fim.
Serviu me ao engano dessas horas tolas,
Disfarçadas de boca, de língua ávida, de arder.

31.Jul.19

Lu Genez, Curitiba, PR, é poeta escritora, e Livre Pensadora.

5 1 Vote
Avaliação do Artigo
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários