Lu Genez – [Esse poema é letra muda]

Compartilhe!

Lu Genez


Esse poema é letra muda, um silêncio continuo
Um exercício de dedos, de uma mente extenuada.
Esse poema é uma fala qualquer,
Uma torrente de mentiras e de verdades
E de outras tantas coisas, no meu devaneio de areia
Esse poema é um sussurro aos olhos andarilhos
Que por ele passaram sem se fazer notar.
Desprezada a paisagem, o quadro de cores viscerais, perde vida.
Nada é mais visceral que o sangue.
Nada é mais íntimo que um gozo,
E seus latejamentos.
Esse poema é pedra, vento, terra, água fluída
Que corre nos leitos transversais de um papel coberto de linhas paralelas,
Que teimam em buscar-se nas esquinas de uma fábula
Contada pelo ancião, ao ouvido que se presta ao ato.
Os velhos são os esquecidos de um tempo,
Em que nasceram em muitos dias de vésperas.
Esse poema é oração, chamamento,
Um canto de desertos.
Parte, pedaço, passo, osso,
um andar de verso solto.
Esse poema é a minha mão, asa, que te acaricia ao longe, te benze.
A parte de mim, que te dou.
Esse poema é a pergunta
Que não quis dizer adeus.

21.Ago.2020

Lu Genez, Curitiba, PR, é poeta escritora, e Livre Pensadora.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!