Lu Genez – [Escolhe as tuas ingenuidades]

Compartilhe!

Lu Genez


Escolhe as tuas ingenuidades, tuas malícias, tuas crendices e verdades
Escolhe tuas guerras, teus mortos, tuas bobagens estreitas,
de todo o resto, mantenha os dentes limpos e os pés calçados.

Talvez tenha que sair às pressas, a despeito dos teus medos
Estamos em tempos de guerra, sempre o estivemos,
desde a concepção, do sol e da lua enluarada, desde o ponto incerto na altura dos trópicos e meridianos,
desde o mundo, as cercas, o caos e as sementes,
Até aos cantos de um quadrado, um geométrico perfeito.

Escolhe tuas armaduras, fecha as janelas, prepara a tua pele
O amor afugenta os covardes e os marinheiros acrobatas
Sobre os signos do zodíaco, a sina dos homens que se atropelam nas esquinas
Eu, que ainda só sei amar teus verdes olhos, sou verbo, verso, poesia e silêncio.

Ao final do dia, se recolhem os corpos do relento.

Jul 2022

Lu Genez, Curitiba, PR, é poeta escritora, e Livre Pensadora.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!