Ernesto Araújo: Não se pode permitir o lockdown do espírito humano

Em discurso na abertura da 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (CDH-ONU), nesta segunda-feira (22), o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo disse: “As liberdades fundamentais são hoje ameaçadas por desafios crescentes, e a crise da Covid apenas contribuiu para exacerbar essa tendência. Sociedades inteiras estão se habituando à ideia de que é preciso sacrificar a liberdade em nome da saúde. ” E continuou: “mas não se pode aceitar um lockdown do espírito humano, o qual depende fundamentalmente da liberdade e dos direitos humanos para exercer assim sua plenitude”
.

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091