Gazeta do Povo | Onda Conservadora – Mas Nem Tanto – Varre a Europa

Compartilhe!

Jefferson Vieira, especial para a Gazeta do Povo
10/06/2024 15:49
A vitória da direita europeia traz motivos para a direita brasileira comemorar – mas também, se preocupar.

Derrotas humilhantes para Emmanuel Macron e Olaf Scholz, aliados de primeira hora de Lula, marcaram as eleições do Parlamento Europeu neste final de semana. Os partidos socialistas encolheram e os verdes foram reduzidos à quase insignificância.

Enquanto isso, partidos rotulados como de “extrema-direita” e independentes, outrora marginalizados, agora ganham força e passam a influenciar significativamente o desenho de uma nova face política, talvez mais conservadora, na Europa.

A onda populista, que teve início com o Brexit em 2016, parece ter finalmente alcançado a Europa continental. Só há motivos para comemorar, certo? Não exatamente.

Após a euforia do impacto inicial, uma análise mais profunda revela certas nuances que recomendam uma dose saudável de ceticismo, especialmente no que tange aos possíveis efeitos sobre o Brasil.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!