Gazeta do Povo | Hipocrisia: Os Dejetos “Antifascistas”

Luís Ernesto Lacombe
07/07/2024 08:00
Eles são “antifascistas”, seguem o “modelo Stalin”, adoram o Estado, que não tem nada a ver com solução, que é sempre a maior parte do problema. Eles são “antifascistas fascistas”, são um perigo, têm o terror das aspas, não se preocupam com disfarces, só enganam quem quer ser enganado, quem abriu mão do senso crítico, por loucura ou interesse, ou quem nunca teve capacidade de análise, de reflexão. Prometem salvação e proteção, enquanto condenam um país inteiro a desgraças absolutas, em todas as áreas, em todas as questões. São uma máquina de moer gente.

O “antifascismo” voltou a ser muito fascista. É o que não é, o que não pode ser. As estatais, de novo, são usadas politicamente. As estatais, de novo, acumulam prejuízo: mais de R$ 4 bilhões só este ano. Tentaram esconder o prejuízo de quase R$ 1 bilhão dos Correios, não deu. E querem estatizar o que já foi privatizado, querem mais estatais, para ampliar um destruidor recorde brasileiro. São fascistas, querem o “capitalismo de Estado”. Fazem de tudo para liberar empresas corruptas e corruptoras, baixam medida provisória para favorecer os “amigos do rei”.

Os “antifascistas” prometem salvação e proteção, enquanto condenam um país inteiro a desgraças absolutas, em todas as áreas.

Eles contratam servidores federais, como se não houvesse amanhã. Juram que o desemprego está em queda, mas quem lidera as contratações é a administração pública. E gasta-se, gasta-se muito e gasta-se mal. E avisaram que seria assim. Se os gastos totais cresciam a uma taxa média de 6% ao ano, até a implementação do teto no governo Temer, foi só implodir o teto. E as contas públicas têm rombo de R$ 61 bilhões em apenas um mês… E a dívida encosta em R$ 7 trilhões. O dólar dispara, os investidores estrangeiros se retiram.

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!