Diário de Bordo, Data Estelar: 24 de Maio de 2003

Barata Cichetto


Limeira é uma cidade distante de São Paulo cerca de 170 Km, segundo o Alemão. Aliás, o Alemão sabe muito! São 28 anos de estrada, não do Rock, não, estrada mesmo! Caminhões, ônibus, qualquer coisa que tenha um motor, o danado conhece. As estradas, então… E não é que antes de sairmos, ele começou a insistir que ia me ensinar a dirigir o Azulão!!! O trabalho foi grande para escapar…. afinal, Alemão é Alemão!!!

Saímos de São Paulo City por volta de umas quatro da tarde, o sol, brilhando apesar do frio. Dentro do Azulão, também desta vez, contamos com a presença linda e simpática da Cláudia. Quando chegamos a Campinas presenciamos uma alvorecer lindo, daqueles que parecem que o céu está pegando fogo. Uma rápida parada num posto de gasolina e logo chegamos em Limeira. Na frente do Bar da Montanha, percebi que tinha cometido um erro em não trazer uma blusa, pois o frio prometia vir mesmo.

O Bar da Montanha é um bar aberto, muito bem montado em estilo rústico. Logo percebo a presença de Gabriel, Gustavo e Minduim, do Homem Com Asas, de São Carlos, velhos amigos, que vão abrir naquele dia. Conversamos enquanto a molecada monta os equipamentos, depois armo a banquinha que vai vender CDs, camisetas etc. na porta do Bar. Ai a certeza, tô ferrado, o frio veio mesmo!

Wando, dono do Bar sobe ao palco e anuncia a galera do Homem Com Asas, que detorna Zeppelin, Purple, Floyd… O bar está lotado e a galera ainda chegando… A noite apesar de fria, promete esquentar muito… Estou tremendo de frio e Luiz Domingues oferece uma blusa, que ainda não é suficiente. Cerca de uma hora depois, chega a Cláudia com uma malha e um bocado de uísque! Santa Claudia!!!

A Patrulha sobe ao palco e a galera começa a pular. Uma pequena mudança no set list e em homenagem a galera de Santa Barbara d’Oeste, tocam “Footstopim Music do Grand Funk” e nos excertos de Zeppelin, uma piração! A galera sabe e pede musicas! Um bis ou dois e agora uma surpresa: Vando, o dono do Bar da Montanha, sobe ao palco e empunha uma guitarra e toca uma música junto com a banda, mais um bis e o show termina, como sempre, com Columbia, o maior hit.

Alemão dorme no camarim e enquanto a molecada desmonta o equipamento e carrega o Azulão, aproveito pra trocar as ultimas palavras com o pessoal do Homem Com Asas, depois subimos todos no Azulão e no caminho, brincamos muito com a figura do Serguei que ontem tinha se apresentado no evento da Baratos Afins, o domingo em Sampa amanhece e o Azulão e seu Alemão cruzam a Marginal…

Sete da manhã, chegamos a São Paulo City,descarregamos o Azulão e uma surpresa: Alemão comprou uma fuqueta azul, é o Azulinho, brinco. Mais uma missão cumprida e fico olhando o Alemão e seu Azulinho cortarem a rua naquela manhã fria de domingo. Aqui vale uma homenagem: “Já faz muito tempo que eu estou nessa estrada/e não pense amigo, que eu não aprendi nada” Esta musica, neste diário de bordo, me aposso e dedico ao Alemão!!!!!!!!!!!!

5/24/2003

Entre final de 2001 e até meados de 2004, acompanhei a banda Patrulha do Espaço, em suas turnês, como manager, e fora muitas outras atividades, como ter criado a idéia, nome e feito a arte (imitando um compacto de vinil) do disco “.ComPacto”. Durante uma boa parte desse tempo eu escrevia esses “Diário de Bordo”, que eram publicados no meu site “A Barata”. Eles 2012, eles foram reunidos num livro com tudo que escrevi sobre a banda, chamado “Patrulha do Espaço no Planeta Rock”.

Do Livro “Patrulha do Espaço no Planeta Rock“, Barata Cichetto, editor’A Barata Artesanal, 2013 – Esgotado

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e Editor do Agulha.xyz e  Livre Pensador.

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!

DESCONTO ESPECIAL

R$-10,

Leitores do Agulha.xyz tem R$ 10,00 de desconto.
Digite o código do cupom na finalização do pedido:
UAC8255TU2TRXXJZ