Diário de Bordo, Data Estelar: 16 de Novembro de 2002

Compartilhe!

Barata Cichetto


Saímos de Concórdia no inicio da tarde e rumamos para Joaçaba. No caminho eu e Tigueis conversamos sobre os rumos e destinos do Rock Nacional e da incômoda situação política e econômica do país. Incrível cidade. As ruas são extremamente íngremes, a cidade é maravilhosa.

Depois de uma rápida parada no Hotel Farol, vamos ao Bar Ponto de Vista onde somos recebidos por Jeferson, o proprietário que juntamente com sua mãe, nos recebe com uma alegria peculiar. O Bar é uma nota á parte: fica no alto de um morro de onde se pode ver toda a cidade e as cidades vizinhas. São três andares. A vista é fantástica e fica ao lado de onde será construído o terceiro maior monumento do mundo, uma estátua a Frei Bruno, uma figura importante na história da cidade.

Depois de passado o som, sentamos numa espécie de varanda tomando uma cerveja e admirando a incrivel paisagem. Fico ali conversando com a mãe do Jeferson sobre o Bar e as espectativas do show. Ela está eufórica. Me mostra a vinheta que foi usada na divulgação do Show, os cartazes e está muito alegre.

Depois de umas pizzas e um merecido bando, desço a portaria onde encontro o pessoal de uma banda de Florianópolis, a “Chevy 50′”, que toca rockabilly. Eles estava na cidade para participar de um encontro de motoqueiros locais. Fazem seu show em cima de uma caminhonete Chevrolet 1950 toda adornada com uma pintura imitando labaredas. No táxi, a caminho do Ponto de Vista, vamos escutando The Who em uma rádio comunitária local que só toca Rock.

Por volta de meia noite e meia a Patrulha entra no palco, a galera vibra. O calor é intenso, tanto na temperatura local quanto na humana. Nesta noite Marcelo e Rodrigo estão numa sincronia impar e junto com a fantástica técnica de Tigueis e a extrema competência de Junior, fazem com o show seja fantástico. A platéia é de todo tipo, de garotos imberbes a senhoras finamente trajadas. Todos se agitam e cantam junto com a banda, particularmente em “Columbia” e “Ando Meio Desligado”, onde Rodrigo coloca um trecho de “In A Gadda da Vida”. O show termina com “Meu 26 Anos”, hit da contemporânea e histórica “Joelho de Porco” e incorporado ao repertório da banda quando da entrada de Walter Baillot em 79.

Agora o que nos resta é dormir um pouco e encarar a viagem de volta de 800 quilômetros. Saimos de Joaçaba por volta da 1 da tarde. Faz um calor intenso e vamos pela estrada cansados. As conversas se alternam entre eu, Junior e Tigueis. O resto da turma assim que o ônibus parte cai no sono. Quando entramos no estado de São Paulo, a chuva torna o caminho um tanto mais perigoso. Uma pane no sistema elétrico do Azulão nos deixa completamente ás escuras, mas confiantes na competência e serenidade do “Alemão” percorremos aqueles cerca de 400 quilômetros claramente apreensivos mas certos de que chegaremos.

Por volta de 8 da manhã estamos em São Paulo. Bagagem descarregada, a única coisa que me vem a mente é uma música que, embora não parte do atual “set list”, define tudo aquilo que sinto hoje: “Já faz muito tempo que eu estou nessa estrada, mas não pense amigo, que eu não aprendi nada (…) Eu não quero pensar muito pra onde vou, mas onde estiver eu sou mais Rock’n’Roll.”

11/16/2002

Entre final de 2001 e até meados de 2004, acompanhei a banda Patrulha do Espaço, em suas turnês, como manager, e fora muitas outras atividades, como ter criado a idéia, nome e feito a arte (imitando um compacto de vinil) do disco “.ComPacto”. Durante uma boa parte desse tempo eu escrevia esses “Diário de Bordo”, que eram publicados no meu site “A Barata”. Eles 2012, eles foram reunidos num livro com tudo que escrevi sobre a banda, chamado “Patrulha do Espaço no Planeta Rock”.

Do Livro “Patrulha do Espaço no Planeta Rock“, Barata Cichetto, editor’A Barata Artesanal, 2013 – Esgotado

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e Editor do Agulha.xyz e  Livre Pensador.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!