Diário de Bordo, Data Estelar: 15 de Novembro de 2002

Compartilhe!

Barata Cichetto


15 de Novembro, feriado, Proclamação da República. Chegamos á cidade de Concórdia no final da tarde. Primeiro, o Hotel Zanardi onde fomos recebidos com um imenso sorriso por uma senhora. O hotel fica num local paradisíaco, com uma floresta nos fundos e um rio. Depois de um pequeno descanso, fomos ao Tulipa Bar, onde uma das donas, Vania nos recepcionou de forma maravilhosa.

Aprontado o equipamento, com a eficiência continua dos Rodies, Daniel e Samuca, retornamos a um banho e de volta ao Tulipa. Os músicos ficaram no Hotel e enquanto se aprontavam recebemos no camarim o pessoal de Chapecó que havia fretado um ônibus na cidade especialmente para ver a Patrulha. Acompanhado da namorada, Lucas era o mais exultante. Contou que no último show da Patrulha em Concórdia, ele havia perdido o ônibus da excursão e que fora ajudado pela banda para poder retornar á sua cidade. A alegria de estar alé era clara em seus olhos.

O show começa, sempre com “Não Tenha Medo” e prossegue com as outras músicas. Desta vez temos uma participação especial: o roadie Daniel faz uma participação ao violão em uma das músicas. Uma música fora do set é tocada por insistência do Rodrigo: “Train”, do Arnaldo Baptista.

Num determinado momento, quando é anunciada a presença do pessoal de Chapecó, o Bar vem abaixo. Aliás tenho que destacar a presença desse pessoal. O carinho com que eles tiveram com a banda foi algo que chega á mais pura emoção. A maior parte de garotos que ainda nem tinha nascido quando a Patrulha decolou em seu primeiro vôo, mas que conhece todos os discos e todas as musicas da banda.

O show termina depois de duas horas e o camarim é invadido. Advinhem por quem? Acertou. A galera de Chapecó. Até eu dei autógrafos. Foi emocionante. Ficamos na casa até o dia amanhecer. A turminha animada de Chapecó retornou á sua cidade, nós ao Hotel com a certeza de que tudo aquilo tinha valido a pena, afinal a Patrulha tinha proporcionado mais uma “Festa doo Rock”. Mais tarde, Joaçaba nos esperava e a estrada do Rock tinha que ser percorrida.

11/15/2002

Entre final de 2001 e até meados de 2004, acompanhei a banda Patrulha do Espaço, em suas turnês, como manager, e fora muitas outras atividades, como ter criado a idéia, nome e feito a arte (imitando um compacto de vinil) do disco “.ComPacto”. Durante uma boa parte desse tempo eu escrevia esses “Diário de Bordo”, que eram publicados no meu site “A Barata”. Eles 2012, eles foram reunidos num livro com tudo que escrevi sobre a banda, chamado “Patrulha do Espaço no Planeta Rock”.

Do Livro “Patrulha do Espaço no Planeta Rock“, Barata Cichetto, editor’A Barata Artesanal, 2013 – Esgotado

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Criador e Editor do Agulha.xyz e  Livre Pensador.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!