Crônica: Barata Cichetto – Foi Uma Puta Que Me Disse

Barata Cichetto

Tem muita coisa que eu sei, e que não aprendi em uma Faculdade. Aliás, o mais próximo que cheguei de uma foi cerca de cem metros, num puteiro que tinha próximo ao Largo de São Francisco, onde tem a gloriosa Faculdade de Direito, que formou presidentes, políticos famosos e até estandartes da Literatura. Ali, não na Faculdade, mas no Puteiro, foi que dei meus primeiros passos em direção à Filosofia e a Poesia, o que é praticamente a mesma coisa. E também à Putaria, outra ciência insofismável.


Tem muita coisa que aprendi, mas não nos bancos limpos da Academia, nas camas sujas da Casa da Tia. Troquei professores letrados, trajados de terno ou camiseta rasgada, onde toda a verborragia gelada da humanidade e citações quilométricas de outros acadêmicos são encaradas com bocejos, cervejas e maconha na calçada, por putas desregradas, trajadas de minissaias e botas de cano alto, que desfilavam toda a sabedoria que mantinham quente no meio das pernas, e que são encaradas com desejo, cachaça e cigarro, bem ali mesmo.


Tem muita coisa que sei por que aprendi, mas nunca nos guetos ideológicos dos centros acadêmicos dessas faculdades de ciência nenhuma, doutrina marxista pura e filosofia pragmatizada. Aprendi nos guetos fisiológicos dos quartos de quatro metros quadrados, anti-higiênicos, endêmicos, desses puteiros, onde toda a ciência do universo e toda descoberta está na nudez e na embriaguez de perdidos sem glória, que fazem da própria história, sua formação, e onde o diploma chega junto com a capacidade de sobrevivência.


Tem muita coisa que aprendi, e que uso, feito uma cueca, diariamente como um escudo contra a estupidez e a arrogância acadêmica, que prega a Liberdade sem saber sequer onde fica a favela mais próxima; que prega revolução sem sequer saber amarrar os próprios sapatos.


Aprendi e agora sei o que é Filosofia, e a pratico fora da lei, mas dentro da Lei, para desespero dos adoradores de canudos, de Canudos e de Zumbis. Sou e pratico a Filosofia, de acordo com sua mais literal e crua definição. E isso é o que me basta. Nunca fui a uma Faculdade, foi dito, e não por falta de poder, mas por ausência de querer. Quase todas as coisas do mundo são opcionais, exceto é claro as impostas por força de armas e violência física, então fiz a minha.


E se agora sei, porque não aprendi na Faculdade, mas no Puteiro, que o Comunismo é contra a essência humana, que o Capitalismo é desumano, e que qualquer Sistema é injusto e cruel, e especialmente, que qualquer Individuo, consciente de sua própria individualidade, é um perigo maior que um exército.


Ah, sei por que aprendi nos livros, que no final das contas são meras putas. E isso foi uma puta que me disse.


27/11/2019

 
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Assinar
Notificar
guest


Atenção: O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais ao autor, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Site Criado Por Barata Cichetto - (16) 99248-0091