Cândido Lemos Carneiro – Amor Astral

Compartilhe!

Cândido Lemos Carneiro


Sombra, apenas sombra, é o que sou,
tu és a minha luz em contrapartida.
Sem ti nem sei o que faço, onde estou,
e minh’alma fica triste, algo perdida.

Sou como a Terra perdida no espaço
a necessitar do Sol para ter vida.
Mas com muito amor eu tudo faço
para te ver por mim toda atraída.

Quando te vejo sinto essa atração
gravitacional a volta do teu ser,
e mais me aflige a dor de te perder.

Vivo no céu azul do teu pedaço,
a brilhar como astro dependente
da tua luz astral sem ter poente.

Poesias do livro “Reflexões Poéticas“, Letra Capital Editora ([email protected]), 2023.

Cândido Lemos Carneiro,  nascido em 1935, arquiteto aposentado. – Rio de Janeiro – RJ

5 1 Vote
Avaliação do Artigo
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários