Barata: Sexo, Poesia e Rock’n’Roll – Sexo: Brochadas e Necessidades Fisiológicas

Compartilhe!

Barata Cichetto


Falei um bocado sobre sexo, mas muitos dos leitores podem estar pensando: “Ah, ele conta as coisas boas, só as que “deram certo”… Então vou contar sobre brochadas. A primeira é sempre muito preocupante, principalmente quando ocorre aos 20 e poucos anos de idades. Mas hão de concordar que os motivos foram nobres. Estava saindo de férias do trabalho, passei na Bruno Blois e comprei um monte de discos, incluindo ai o Physical Graffitte do Led. Depois encontrei com amigos e começamos a beber e jogar bilhar. Num momento um deles sugeriu que fossemos catar umas putas na Rio Branco. Catei a primeira, que a caminho do Hotel, passou num carrinho de frutas e comprou uma maçã. No quarto, apenas deitou na cama, ergueu a saia e começou a comer a fruta. E ainda, quando eu tasquei a mão nas pernas, tinha pelos mais grossos e fortes que nas minhas. Ah, sem jeito do pau subir. Ergui as calças e atarantado sai do quarto correndo. Ao olhar pra trás, ela dormia… O pior é que na pressa, acabei esquecendo minhas compras de preciosos LPs. Claro que aconteceram outras, principalmente quando meus relacionamentos chegavam ao fim. Ai não conseguia mesmo conjurar uma ode a Onã… A realidade é que, apesar de julgar o sexo uma das, senão a mais, coisas importantes, nunca consegui tratá-lo de uma forma banal. Pode parecer bobagem, mas muita gente transa, faz sexo, sem sequer desejo. Por ficar bem socialmente e outros motivos menos nobres até. Uma de minhas ex, por exemplo, afirmava gostar muito de sexo, que segundo ela era uma “Necessidade Fisiológica”… “Hein?? Como cagar e mijar?”, “Isso!”. E podem ter certeza, muita gente age assim com relação a sexo. Agora, tal pensamento é absurdo por qualquer forma que o analisemos, pois ou a pessoa é realmente uma aberração ao sentir prazer sexual quando caga ou mija, ou tem não tem prazer nenhum no sexo, e o tem realmente apenas com o intuito de “defecar” sua libido.. Sei lá!

Do Livro: Barata: Sexo, Poesia e Rock’n’Roll (Uma Autobiografia Não Autorizada)
Editor’A Barata Artesanal, 2012
(ESGOTADO)

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Viveu a vida entre Sexo, Poesia e Rock’n’Roll. Criador e Editor do Agulha.xyz e  Livre Pensador.

Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!