Barata: Sexo, Poesia e Rock’n’Roll – Introdução

Barata Cichetto


Quando eu comecei a escrever este texto, a intenção era ser um artigo curto sobre shows de Rock que eu tinha estado. Algo sucinto e cronológico. Começara a ter certa dificuldade em lembrar desses fatos e então decidi escrevê-los, com o intuito maior de deixar registrado, para que além disso, caso no futuro minha memória definhasse definitivamente, eu tivesse algo para lançar mão em minhas recordações. Quem sabe ao redor dos netos, quem sabe à beira da morte… O Rock era o pano de fundo, o gancho e o fio condutor dele. Apenas isso.

Mas a memória humana é algo muito estranho e outros fatos começaram a brotar de algum canto escuro e esquecido da minha mente e comecei a lembrar de coisas que há muito não faziam mais parte do meu consciente. E assim nasceram essas memórias, recheadas de relatos e impressões, não apenas sobre Rock, mas também dois outros dois itens que ao menos a mim, formam uma Trilogia Essencial: a Poesia e o Sexo.

São relatos de cerca que 40 anos, a partir do momento da minha descoberta primeiramente do Rock, passando pela Poesia e por último o Sexo, até chegar aos dias de agora. Relatos francos, sinceros e realistas, sem frescuras nem rodeios.

Este texto é o meu primeiro texto em prosa a alcançar o “status” de livro e foi escrito em cinco dias. Toda a prosa que escrevi até hoje, milhares de texto estão sob a forma de crônicas e ensaios. Sempre resisti à prosa desta forma, por preguiça ou receio. E sempre preferi a Poesia, que acredito ser ainda a mais simples, mas a mais forte das expressões literárias.

Embora basicamente siga um fluxo cronológico, este livro tem suas viagens no tempo para frente ou para trás, dependendo das circunstâncias e do momento. E embora eu procure seguir e ser fiel aos fatos e datas, em muitas oportunidades poderei estar cometendo enganos, fruto de uma memória que agora teima em não lembrar de muitas coisas. E imploro ao leitor mais atento ou mais bem informado que informe de eventuais falhas históricas, principalmente com relação a nomes e datas. Escrevo este apenas de memória, tendo feito questão de não procurar informações externas… Por motivo pratico nenhum, apenas por querer que o texto seja um relato fiel… Ao menos fiel à minha memória…

2012

Do Livro: Barata: Sexo, Poesia e Rock’n’Roll (Uma Autobiografia Não Autorizada)
Editor’A Barata Artesanal, 2012
(ESGOTADO)

Barata Cichetto, 1958, Araraquara – SP, é poeta, escritor. Viveu a vida entre Sexo, Poesia e Rock’n’Roll. Criador e Editor do Agulha.xyz e  Livre Pensador.

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!