Barata Cichetto – Patrulha do Espaço no Planeta Rock

SINOPSE

Antes de qualquer coisa, um aviso: este livro não se trata de uma biografia da banda Patrulha do Espaço, embora inclua um texto escrito especialmente para esta edição que conta resumidamente a história da banda. É um compilado de textos que escrevi ao longo dos anos, desde os primeiros do século, especialmente durante minha colaboração como “Manager” e em outras tarefas, de 2001 a 2004.

Em sua maioria, são textos que possuem um caráter não jornalístico, mas de um fã e amigo da banda, especialmente do seu co-fundador, Rolando Castello Júnior. Portanto, não esperem análises técnicas e criteriosas sobre discos e shows. Elas são sempre do meu ponto de vista, e, sim, são passionais.

A primeira edição de “Patrulha do Espaço no Planeta Rock” saiu em 2013, portanto há 11 anos, e foi inteiramente editada e impressa artesanalmente pela minha editora, Barata Artesanal. A segunda edição saiu em 2014, com capa diferente, mas ainda pelo mesmo processo.

A decisão de relançar o livro se deveu a vários fatores. Entre eles, várias pessoas me pediram, e eu não tinha sequer um exemplar. Outro motivo foi que, depois disso, escrevi mais alguns textos, que eram resenhas de discos da Patrulha ou de seus, digamos, filhotes, como é o caso da banda CaSch, formada por Rolando e Marcello Schevano, além de Ricardo, o irmão deste.

Enfim, penso que esse material merecia uma reedição, com nova diagramação, arte e tamanho. A maioria dos textos, entretanto, não foi sequer revisada para esta edição, a fim de manter a pureza do original, portanto perdoem-me quaisquer falhas de caráter informativo.

Espero que apreciem esta nova empreitada, pois podem ter certeza de que a edição foi feita com muito carinho e esmero, da forma como os amigos e fãs da Patrulha do Espaço, e seus integrantes e ex-integrantes, merecem.

Ah, preciso declarar que a imagem de capa foi criada com a ajuda de Inteligência Artificial, a partir de um “prompt” da letra de “Robot”, uma das músicas que mais gosto… Porrada pura!

TRECHO

A banda Patrulha do Espaço foi formada em 1977 por Arnaldo Baptista (ex-Mutantes). Ele trouxe da Argentina o baterista Rolando Castello Júnior, que havia acabado de lançar um disco com a banda Aeroblus e também tocara no primeiro disco do Made In Brazil. A formação inicial também incluía o baixista Oswaldo “Cokinho” Gennari e o guitarrista irlandês John Flavin, que havia atuado como guitarrista na banda de apoio dos Secos & Molhados. O nome original da banda era “Arnaldo e a Patrulha do Espaço”.

“Patrulha do Espaço” era o subtítulo da música instrumental “Honky Tonky” do disco “Lóki” de Arnaldo. A banda estreou no 1° Concerto Latino Americano de Rock, no Ginásio Ibirapuera em São Paulo, em 17 de Setembro de 1977, tornando-se uma das principais expressões do rock paulistano e brasileiro das décadas seguintes. Dessa fase inicial, ficaram os registros: “Faremos Uma Noitada Excelente” “Elo Perdido”, que só chegariam ao público dez anos depois.

Precisamente no dia 28 de Maio de 1978, Arnaldo Baptista deixou a banda, e Percy Weiss assumiu os vocais, com Dudu Chermont substituindo John Flavin na guitarra. A nova formação fez sua estreia no Ginásio de Esportes de Sorocaba (SP) em 8 de Julho de 1978.

Em 31 de Março de 1979, a banda realizou uma apresentação que conta com a participação de Percy Weiss e Walter Baillot (ex Joelho de Porco) num salão de Rock na Zona Lesta de São Paulo, e em 16 de Abril faz seu segundo e último show com essa formação, no Teatro Pixinguinha.

Em 1980, a Patrulha do Espaço lançou seu álbum de estreia autointitulado, conhecido como “Disco Preto”, o primeiro disco independente de rock do Brasil, contendo algumas das músicas mais conhecidas da banda, como “Arrepiado” e “Vamos Curtir Uma Juntos”.

A partir daí, a formação se consolidou como um power trio de hard rock com a entrada de Sergio Santana no lugar de Oswaldo Genari. Entre 1979 e 1985, a banda realizou centenas de shows e gravou três álbuns, incluindo canções como “Columbia”, “Festa do Rock” e “Não Tenha Medo”.

Em 1983, especificamente em 22 de Janeiro, a banda abriu para Van Halen em São Paulo, a pedido de Eddie Van Halen, em uma apresentação memorável. Em 1985, gravaram um EP com o lendário guitarrista argentino Norberto “Pappo” Napolitano (Pappo’s Blues, Riff e Aeroblus), intitulado “Patrulha 85”, que tem entre as musicas as que também seriam algumas das mais pedidas e tocadas em shows posteriormente, “Robot” e “Olho Animal”. O disco foi editado inclusive na Argentina.

AVALIAÇÃO

Ainda não há!
Compre, Leia e Avalie!

Patrulha do Espaço no Planeta Rock
(3ª Edição)
Barata Cichetto
Crônicas/Artigos
UICLAP, 2024
196 Páginas
16 X 23 X 1,25 cm

Compartilhe!
Assinar
Notificar:
guest

15 Comentários
Mais Recente
Mais Antigo Mais Votado
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários
Celso Moraes F
Celso Moraes F
15/07/2024 17:13

Meu primeiro contato com a Patrulha nem foi com a música, ora veja só: era um cromo de um desses álbuns de figurinhas que a gente nunca completa (infelizmente não tenho mais essa relíquia, não posso provar mas estou certo de que me afanaram). Eu não tinha a menor ideia de quem eram os caras e não tinha como pesquisar (internet não era nem uma possibilidade). Passou o tempo e fiz minhas viagens sem a necessidade de me locomover geograficamente, sempre através da música. Na fase do progressivo eu estava fascinado pelo som do Yes e alguma coisa do Zappa, miseravelmente morava no interior de Goiás, onde naqueles tempos nada chegava ou chegava com imenso atraso; por sorte, um primo residente em SP me enviava umas maravilhas e entre elas um dia veio a bolacha de 1980. Ouvi muito. “Vamos Patrulhar” eu achava engraçada por causa do “tanque cheio” da nave, eu nunca tinha pensado que aquelas naves estilo Enterprise tinham tanque (na minha cachola os combustíveis eram nucleares ou algo assim). Enfim, felizmente não sou um ignorante quanto a essa turma de figuraças do nosso rock. E esse livro é muito top!

Barata
Administrador
Responder a  Celso Moraes F
15/07/2024 19:01

Acredito que o tal cromo que esteja falando, seja de uma HQ que saiu bem antes. (Fiz uma matéria recente aqui no Agulha com essa curiosidade).
Muito obrigado pelo comentário.
A matéria sobre a HQ é esta:
https://agulha.xyz/gedeone-malagola-e-a-patrulha-do-espaco/

Vinnie Blues
Vinnie Blues
13/07/2024 0:21

Livro fantástico! Uma viagem nostálgica e apaixonada, mais do que uma simples coletânea de textos, uma celebração da amizade, da música e das histórias que nos fazem vibrar, um tributo íntimo e fervoroso à banda Patrulha do Espaço, escrito por um amigo próximo e fã dedicado, com histórias que revelam a alma da banda. Um convite visual para essa sinfonia de memórias e emoções. Redescubra a magia da Patrulha do Espaço. Comprei, li e reli. Recomendo!

Barata Cichetto
Administrador
Responder a  Vinnie Blues
13/07/2024 0:25

Uau! Belo comentário! Obrigado!

Daniel Jorge Noronha Pinto
09/07/2024 15:51

Boa tarde, galera do rock! Sou suspeito pra falar, pois sou fã do escritor Barata Cichetto e da Patrulha do Espaço! Artistas que já trabalharam juntos, produzindo o melhor do rock metal brazuca! O carinho é alto pra quem há décadas, vem sempre levantando a bandeira do rock metal, da cultura & artes, aqui na terrinha tupiniquim. Eu também sou um artista, roqueiro, músico e compositor, trilhando essa mesma estrada, por muita das vezes árida (pra não dizer outra coisa) trabalhando, levando música de qualidade, alegria e emoção ao público disperso. É minha missão de vida, igual a do meu ídolo, Rolando Castello Junior (Made In Brazil, Aeroblus, Patrulha do Espaço, INOX). Muito obrigado, querido Luiz Carlos, pelo grande trabalho literário de uma vida voltada à poesia rock e underground nacional. Parabéns a todos envolvidos!

Barata Cichetto
Administrador
Responder a  Daniel Jorge Noronha Pinto
09/07/2024 16:50

Muito obrigado, Jorgito, pelas palavras elogiosas. Sabemos que a seara onde lutamos é árida e inóspitas, e se ainda insistimos na luta é por acreditar, e acima de tudo amar, o Rock’n’roll. Recentemente vi o bravo Capitão Rolando, com mais de 70 anos, e mesmo depois de um acidente, levar a Nave Ave mais uma vez pelos espaços. Não, nós não desistimos porque somos brasileiros, não o fazemos porque somos autênticos roqueiros. Como você sempre diz: “Rock On!”

Genecy de Souza
Genecy de Souza
27/06/2024 0:54

Uma reedição bastante necessária. Desde a última edição muita coisa aconteceu. Já estou providenciando a aquisição do meu exemplar.

Barata Cichetto
Administrador
Responder a  Genecy de Souza
27/06/2024 1:49

Meu amigo, você é sempre rápido no gatilho. rsrsrsrs Mal tinha subido o livro para a UICLAP e publicado aqui e … Agradeço muito. A terceira edição tem textos novos (bem, nem tão inéditos porque quase todos estão neste site, mas a edição está bem mais caprichada. Vale a pena! Muito obrigado!

Genecy de Souza
Genecy de Souza
Responder a  Barata Cichetto
27/06/2024 6:51

Em certas situações sou um Durango Kid. Mas normalmente sou um Pepe Legal.

genecysouza@yahoo.com.br
Responder a  Agulha Xyz
09/07/2024 22:28

Me desculpe, caro Barata. Eu não tinha percebido esse print. Foi a IA?
Eu imaginaria um Durango Legal não tão sério, nem tão machão, mas uma mistureba de Chapolim Colorado, Sargento Garcia e Gene Wilder.
Será que dá liga?

Barata Cichetto
Administrador
Responder a  [email protected]
09/07/2024 22:34

Não foi exatamente a IA, porque a gente tem que passar a ideia exata do que quer. Foram várias tentativas até acertar. De inteligência a TIA tem pouca, só trabalha certo quando a gente dá as “ordens” certas.
Mas achei o resultado satisfatório, baseado na ideia que se faz a seu respeito (rs). E, digamos que sua definição final está com grande margem de acerto. Eu acrescentaria uma dose de Django à essa mistura.

genecysouza@yahoo.com.br
Responder a  Barata Cichetto
09/07/2024 23:05

Quem sabe um Django com a força de vontade de Hardy, a simpática hiena da Hanna-Barbera.

Barata Cichetto
Administrador
Responder a  [email protected]
09/07/2024 23:17

Esse sou eu… “Ó, vida, ó azar…”

Conteúdo Protegido. Cópia Proibida!

DESCONTO ESPECIAL

R$-10,

Leitores do Agulha.xyz tem R$ 10,00 de desconto.
Digite o código do cupom na finalização do pedido:
UAC8255TU2TRXXJZ