As Histórias de Tom Croos – Mike & Cassie – Capítulo 3

Compartilhe!

Walter Possibom


Com a internação de Cassie no hospital, para a cirurgia, Mike não poderá ir à praia, ele irá ficar ao lado dela, com isso a renda deles irá sofrer uma parada em seus ganhos, mas eles já tinham uma pequena reserva, feita após terem conseguido pagar todas as suas dívidas.

Isso deixa Mike mais tranquilo e focado na recuperação de Cassie, eles não tinham parentes na cidade.

Cassie acorda, as dores haviam diminuído, Mike a beija e faz inúmeras carícias no rosto dela, ambos estavam nervosos com tudo o que estava acontecendo, Mike diz a ela:
— Estamos tendo muita sorte.
— Mal chegamos ao hospital e fomos atendidos por um médico maravilhoso que nos deu muita atenção ao nosso problema.
— Em seguida fomos agraciados com um neurologista também muito atencioso que se interessou pelo seu caso, ele fez todos os exames necessário e se dispõe a te operar, e quem sabe, resolver o seu problema.
— Eu tenho certeza de que tem a mão de Deus nisso tudo.
— E de que tudo vai dar certo.

Nisso uma enfermeira entra no quarto para dar algumas medicações para Cassie, em seguida ela diz:
— O médico conseguiu liberação para que você possa ser operada amanhã à noite.
— Vai dar tudo certo, esteja certa disso.

Em seguida ela se retira deixando os dois com um grande sorriso no rosto, Mike então conta a ela sobre Tom Croos, e de como ele estava se sentindo diferente depois que o garoto se aproximou dele e lhe disse coisas estranhas, mas que agora estavam fazendo sentido.

Cassie diz a ele:
— Eu tenho certeza de que ele irá ficar feliz em saber que eu serei operada.
— Vá procura-lo para lhe dizer sobre isso.

Mike sorri e naquela mesma tarde ele sai do hospital e via à praia, e procura muito por Tom Croos, mas não o encontra, ele volta no início da noite ao hospital e conta a ela que não havia encontrado o jovem, ela diz a ele:
— Mas eu tenho certeza de que ele sabe que eu irei ser operada.

A noite vai passando, Cassie acaba dormindo, Mike então se deita numa poltrona que havia ao lado da cama dela e também dorme.
Cassie acorda, o quarto estava em penumbra, a porta aberta mostrava que o corredor também estava em penumbra, e ele não era assim, ela acha que aquilo podia ser um sonho, ela olha para o lado e vê Mike dormindo, ela tenta acordá-lo, mas sua voz não sai.

O ambiente estava diferente, a atmosfera parecia estar mais densa reduzindo a visibilidade, parecia que havia uma fina névoa nele que se movimentava de um lado para o outro, um odor de flores se fazia presente o que a deixava muito confortável e relaxada.

Ela volta seu olhar para a porta e vê uma pessoa nela, Cassie não sente medo algum, mas fica curiosa por saber de quem se tratava, a pessoa caminha até perto dela e então ela reconhece quem era essa pessoa: era Tom Croos.

Ele estava sorrindo e ela corresponde o sorriso, o garoto então lhe diz; – Você vai ser operada amanhã.
— Vai se recuperar e retomar a sua vida.
— Você e Mike vão ser muito felizes.
— Tenha fé.
— A vida estará sorrindo mais abertamente a vocês.
— Vocês terão filhos e todos serão muito felizes.
— Aproveitem a dádiva da vida que Deus lhes oferece.

Lágrimas começam a escorrer pela face de Cassie, ele se aproxima dela e as enxuga pega em sua mão e ela, incrivelmente e por si só, se senta na cama, ele então a faz sentar de lado na cama, em seguida ela se coloca em pé e caminha suavemente ao lado dele, os dois sorriam, ela estava muito emocionada com aquilo, então ele diz:
— Logo irá caminhar ao lado de Mike.
— E seguirão lado a lado pela vida.

Ele a conduz de volta à cama, ela se deita de barriga para baixo, o jovem Tom Croos então aproxima sua mão direita sobre as costas de Cassie e a movimenta de cima para baixo sem tocar na pele dela, repete esse movimento mais algumas vezes, então pede a ela que se deite de barriga para cima, ele a recobre com o lençol e ela adormece.

O dia amanhece Mike acorda se espreguiça e olha para Cassie, vai até ela e percebe que ela estava acordando, os dois trocam um beijo, ele faz algumas carícias no rosto dela e ela lhe diz:
— Tive um sonho esta noite.
— Um sonho estranho, do qual eu me recordo pouca coisa.
— Eu apenas me lembro de que eu caminhei por aqui no hospital ao lado de alguém.

Mike sorri e diz a ela:
— Esse seu sonho irá se tornar realidade: eu caminharei ao seu lado aqui no hospital. Ela sorri e lhe dá um beijo, uma enfermeira chega e entrega a ela alguns medicamentos, e assim o dia irá passar com os dois numa ansiedade crescente.

A noite chega, o neurologista entra no quarto dela sorrindo e diz:
— Pronta para a cirurgia?

Ela sorri para ele e responde:
— Mais que pronta eu estou ansiosa.
Ele sorri dá algumas explicações a ela, então diz a ela:
— Nos vemos daqui a pouco no centro cirúrgico.

Então se retira do quarto, deixando dois amantes ansiosos e nervosos.

Cassie é levada ao centro cirúrgico e logo a cirurgia começa, Mike espera por ela no quarto, ele é tomado por uma angústia muito grande, ele caminha de um lado para o outro no quarto, e naquele momento ele desejava muito que Tom Croos estivesse ao seu lado, ele sabe que isso o deixaria mais tranquilo, mas ele estava sozinho e teria que enfrentar aquilo assim.

Após cerca de seis horas uma enfermeira entra e diz a Mike; – A cirurgia acabou e está tudo bem com Cassie.
— O médico logo virá aqui para conversar com o senhor.

Mike fica feliz em saber disso, então ele se acalma, agora era esperar pelo médico para saber como tinha ido a cirurgia.

Não demora muito e o neurologista entra no quarto, vai até Mike e diz a ele:
— A cirurgia foi tranquila, não tivemos problema algum.
— Ela tinha uma grande área de compressão da medula que, incrivelmente, não estava rompida.
— Não me pergunte como que ela não se rompeu, eu não sei, mas ela não se rompeu. – Então há chances reais de Cassie recupera o movimento das pernas.

Mike recebe essa notícia como uma chuva de bálsamo em sua alma sofrida, e ele chora, chora de emoção e de alegria pela possibilidade da esposa vir a voltar a andar por si só. Após algumas horas Cassie volta para o quarto, ela ainda estava dormindo, Mike se aproxima dela e lhe dá um beijo com muito carinho e segura a sua mão.

Assim ele fica com ela por um bom tempo até que ela começa a se mexer na cama, Mike fica na expectativa de que ela acorde e logo ela abre os olhos, os dois se olham e eles trocam um sorriso, Mike dá um beijo no rosto dela e Cassie lhe diz:
— Oi, eu estou de volta.

Mike sorri ainda mais e fala:
— Que bom, eu estava sentindo a sua falta.
— Como você está?

Ela se mexe um pouco, faz uma feição de dor, e responde:
— Eu estou bem, apenas com um pouco de dor nas costas, mas eu acho que isso é mais ou menos normal.
— E sinto que o meu adormecimento nas pernas diminuiu bastante, mas eu ainda não as sinto.

Mike diz a ela:
— Vai ter que ter paciência, isso não deve voltar assim tão cedo.
— O médico disse que poderia levar algum tempo.
— Vamos ter calma e paciência.

A madrugada estava em seu início, uma enfermeira chega e aplica uma injeção no soro que Cassie estava tomando, e logo ela adormece, a profissional diz a Mike que aquilo era um sedativo para que ela não sentisse dor, e que no dia seguinte pela manhã ela estaria acordada e com menos dor.

Ele então fica olhando para ela, ele se lembra dos dias felizes em que eles passeavam felizes pela praia, ele se recorda dos dias de trabalho, de como a vida era boa para eles e que tudo se encaminhava para ser uma vida maravilhosa.

Ele vai até a janela e olha para o céu, ele pede fervorosamente a Deus que ajude a sua esposa na recuperação e que ela possa voltar a andar sozinha.

Algumas lágrimas escorrem de seus olhos, então chega a imagem de Tom Croos, e ele também agradece a Deus por tê-lo colocado no caminho dos dois, pois ele tem a impressão de que a partir disso sua vida e a de Cassie parecia ter mudado.

Ele estava exausto, a tensão do dia lhe cobra isso, seu corpo estava moído então ele se deita e dorme profundamente.

Mike acorda com vozes de pessoas, ele se vira e vê Cassie em pé, apoiada por uma enfermeira, as duas sorriam e conversavam alegremente, ele senta no sofá e as lágrimas começam a escorrer por seu rosto, Cassie o vê, abre um enorme sorriso, seus olhos ficam úmidos, e ela diz a ele:
— Vamos caminhar juntos um pouco meu amor.

Mike se levanta e pega pelo braço dela e assim os dois caminham um pouco pelo quarto, o médico chega e diz:
— Já vi que tudo está muito bem com a minha paciente.
— Mas já andou bastante por hoje, volte à cama.

Naquela semana Cassie evolui muito rápido, a equipe médica fica admirada com a velocidade com que ela evoluía, e, se tudo continuar daquele jeito, eles prometem alta para ela para dali a dois dias.

No dia seguinte a recuperação de Cassie se faz na mesma velocidade, ela já conseguia caminhar pelo corredor do hospital sem que ninguém a ajudasse, portanto, no dia seguinte pela manhã ela voltaria para sua casa. Mike diz a ela:
— Nossa casa está fechada todos esses dias, ela deve estar muito suja.
— Eu vou arrumar uma faxineira que possa fazer uma pequena limpeza em nossa casa.
— Não irei me demorar.

Mike então sai do hospital a fim de realizar essa tarefa.
A noite é tranquila, os dois não desgrudavam as mãos, assistem um pouco de televisão, se divertem, então Cassie diz a ele:
— Sabe o que me veio à mente agora?
— Que eu poderei voltar a trabalhar.
— E que você também poderá voltar a trabalhar em outra atividade.
— E assim retornar ao sonho de ser músico.

Os dois trocam um beijo amoroso, e assim a noite se vai embora.

O dia seguinte amanhece com o Sol tradicional daquela cidade, Mike ajuda Cassie a se vestir e assim os dois saem do hospital, pegam um taxi e rumam de volta à sua casa. Assim que chegam Cassie abre a porta e em uma enorme surpresa: a casa estava bem limpa, e cheia de flores para todos os lados.

Ela amava flores, e se emociona ao ver o que o marido havia feito a ela, os dois entram na casa e daquele dia em diante irão reconstruir as suas vidas em outras circunstâncias.

Do Livro:
As Histórias de Tom Croos

Walter Possibom, São Paulo, SP, é escritor, guitarrista da banda Delta Crucis, e Livre Pensador.
Facebook: https://www.facebook.com/wpossibom/

5 1 Vote
Avaliação do Artigo
Assinar
Notificar:
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários