Aforismos Raymond Aron

Compartilhe!

Raymond-Claude-Ferdinand Aron (Paris, 14 de Março de 1905 – Paris, 17 de Outubro de 1983) foi um filósofo, sociólogo, historiador e jornalista francês. Frequentou a École Normale Supérieure, uma das mais prestigiadas instituições francesas de ensino anteriores à Segunda Guerra Mundial, onde é colega de Sartre, Marrou, Friedman, Canguilhem e Nizan – em nenhum outro sítio, dizia, encontrou tanta gente inteligente “em tão poucos metros quadrados”.

A civilização do prazer autocentrado se condena à morte quando perde o interesse pelo futuro.
Raymond Aron

A única coisa de que tem certeza é que a incerteza requer a liberdade, para que a verdade seja descoberta por um processo de concorrência e debate que não tem fim. O socialista, por sua vez, acha que a vida e o mundo são facilmente compreensíveis; sabe de tudo e quer impor a estreiteza de sua experiência – ou seja, sua ignorância e arrogância – aos seus.
Raymond Aron

Demasiado liberal para o partido de onde ele provém, não muito entusiasta por ideias novas aos olhos dos republicanos, ele não foi adoptado nem pela direita nem pela esquerda, ele permanece suspeito a todos.
Raymond Aron

Diz-se “in vino veritas”, mas diz-se também que a verdade está no fundo de um poço; logo é um poço cheio de vinho.
Raymond Aron

Longe do marxismo ser a ciência da infelicidade operária e o comunismo a filosofia imanente do proletariado, o marxismo é uma filosofia de intelectuais que seduziu frações do proletariado e o comunismo faz uso dessa pseudociência para atingir seu fim próprio, a tomada do poder.
Raymond Aron

Ninguém é responsável pelo seu nascimento, cada um é livre de escolher a morte, portanto de rejeitar o fardo que recebeu sem o ter pedido.
Raymond Aron

O liberal é humilde. Reconhece que o mundo e a vida são complicados.
Raymond Aron

O que parece ser otimismo é em geral efeito de um erro intelectual.
Raymond Aron